terça-feira, novembro 22, 2005

Democracia oca

A base da democracia é a escolha. Óbvio. Mas para escolher é preciso ter dados. Não se deve tomar uma determinada opção ou enveredar por um certo caminho porque nos parece mais agradável, deve-se optar, isso sim, pelo mais correcto.

Democracia sem conhecimento, e este implica educação, é um sistema sem sangue, sem entranhas; é oco.

No tempo da ditadura, cultivava-se o analfabetismo entre as massas populares como garantia de perpetuação do sistema; hoje o mesmo acontece por desleixo, o que é ainda pior.

O que significa que nas próximas presidenciais damos por pessoas a votar em Cavaco Silva com os argumentos que "o sacana do bochechas está velho, não gosto do Manuel Alegre e o Louçã, sei lá, não conheço". Não, não é ficção mas um diálogo real, daqueles que se ouve, com certeza, em muitos lares daquele que se convencionou chamar o "Portugal real".

Estou farto deste país de ignorantes. Será que além dos sucessivos incompetentes no governo, ainda vamos ter de levar com o Cavaco Silva na presidência?

1 comentário:

Hugo disse...

Infelizmente deve ser mesmo com esse senhor que vamos levar. Há sempre, claro, a hipótese de nós irmos para a rua com fotos e dados e mostrar a essa cambada a realidade crua e nua... ou seja o estado como esse senhor deixou o pais, a meio dos anos 90! Mas como o pessoal tem memória curta certamente irá fazer a escolha não pelas ideias, mas por...
Pela simpatia não será certamente, por isso...